19 de set de 2010

" O por-do-sol ao se deitar para o desejo reencontrar em uma noite de luar. "


O tempo passou como uma ventania tão assim depressa que eu nem imaginaria que um dia nessa minha estrada de vida,você me apareceria novamente assim quebrando o chão de minha estrada para que não tenha como fugir do passado o presente a seguir onde antes me parecia assim tão distante de mim e agora me ressurge assim tomando conta de mim, como o por-do-sol a se deitar para que então em uma noite de luar venha brilhar se fazendo presente cada vez mais encantando meu ser tento fugir dessa ilusão mais algo me prende a você não sei como explicar o porque de não conseguir me libertar ao te olhar teus olhos pode dizer que um dia o desejo que sentia estava nesse encontro a renascer,e assim ingênua me deixei levar sem a intenção de algo a concretizar deixando somente o tempo me levar se dessa ilusão vou acordar já não posso a firmar,quando te toquei senti meu chão tremer como se um sentimento guardado por você no fundo do meu ser pudesse renascer e ao te beijar você libertou o desejo de me entregar sem medo de arriscar como num jogo apostando em cada rodada a se jogar deixando fluir naturalmente sem nada a combinar simplesmente o desejo a falar,como eu poderia imaginar que você eu iria reencontrar e esse desejo a tempo dentro do meu ser deixar renascer é uma loucura total não consigo entender o sentimento que tenho por você,são mil e umas emoções a flor da pele,todos me dominam a te ver parece que não querem correr de você cada vez mais se realizando e enchendo meu ser de emoções transparecer tomando conta de mim como uma onça ao caçar da sua presa onde a presa recua para não ser devorada é assim que me sinto quando tento fugir e você me cerca e ao me cercar me deixo levar e sua presa virar é um desejo que não da pra explicar tenho medo dessa ilusão acordar pois é ela quem me faz delirar é a liberdade que ensedei-a meu olhar me sinto como um pássaro a voar sei que vou posar a descaçar e a certeza de que possas voar sem medo de se machucar é total confiança no ar que voa mais sempre quer voltar a lhe desejar.
Autoria: **Val**

Nenhum comentário:

Postar um comentário