19 de mar de 2011

Minhas razões de viver!

                                                         





  Quando eu era a filha
não entendia muito bem as broncas que minha mãe me dava
fazia marra,chorava,até mesmo chingava
quando minha mãe me dengava muito
aquilo me irritava tando
era beijinho pra cá,denguice pra la
nem mesmo na hora de dormi me dava sucedo

quando tirava nota baixa levava bronca,quando na escola
ela recebia alguma reclamação meus deus o mundo desabava
mais também quando eu precisava de um apoio
nem precisava pensar em pedir

pois ela sempre esteve ao meu lado PRO que der e vinhe
sempre me dizia que não existia a melhor amiga
que minha melhor amiga sempre seria ela
parava e pensava comigo:Como assim,minha mãe minha melhor amiga?
Foi no passar do tempo que percebi que todo o cuidado e toda a verdadeira amizade
que por mim ela me oferecia
eram simplesmente verdades ditas
por uma mãe que te ama incondicionalmente

Hoje eu sei bem o por que de todo esse amor
Pois deus me deu uma dadiva dele em minha vida
uma sementinha que brotou e me fez conhecer e saber
o por que de todas as respostas que com o tempo quis saber
onde me questionava e até reclamei por diversas vezes
enchia a paciência,mais minha filha me deu o prazer de saber
o que significa o verdadeiro amor.

Que um amor de mãe vai além de seus limites,como uma onça a lutar
para seu filhote proteger eu me faço assim
hoje sou mãe,amiga,onça cuido da minha cria com amor
nesse jardim de descobertas eu me reinvento
pinto as cores do meu dia a dia
pois cada descoberta é uma alegria
cada dor um aprendizado
e dessa misturas de amor,revolta,furria,alegrias
eu me faço mulher,mãe,mulher amiga,mulher menina

Em fim dessa mistura toda,hoje entendo minha mãe
hoje sei o por que de todo paparico e de todas as broncas
a final se dobrar em mil não é fácil não
esse é o amor verdadeiro que eu tenho
Amo incondicionalmente meus cristais.
Pois cuido para não trincar,nem quebrar e muito menos rachar.
Se é de amor que eu estou falando é de amor que eu quero
viver pintando,minhas pegadas da vida eu vou levando
em cada caminhada eu vou lutando,vivendo e sobrevivendo,madurecendo
vou apreendendo em cada descoberta eu vou crescendo
se hoje sei do mundo não sei
mais sei que tudo eu agradeço,a minha mãe
a mulher por quem eu me espelhei.


ESSE É O AMOR QUE EU TENHO,E TODO O AMOR DO MUNDO NÃO TEM PREÇO AO PÉS DESSE QUE EU TENHO.AMO VOCES!


*Autoria* Val

Nenhum comentário:

Postar um comentário